E … está tudo castigado!